Poética e Reflexos...

Entre Deuses

sexta-feira, 2 de março de 2012




Quantas vezes
Serenas faces
Houvesse levado
Às enéades
Nas asas, meio alado
E Metade de mim.
Essa sombra reveladora
De quem sou,
Enquanto ao sol me desfiguro
Na Centelha devoradora
Que passou.